Nos últimos anos vimos crescer a onda de ataques cibernéticos, que são as tentativas de invadir redes de computadores, desabilitar dados, roubar ou sequestrar informações, entre outros meios que causam grandes prejuízos.

Em recente matéria do Mundo do Marketing, especialistas em cibersegurança destacam a necessidade premente de ações de monitoramento e combate a ataques para proteger as pequenas e médias empresas (PMEs) contra a crescente ameaça de ataques cibernéticos.

Dados da IBM  revelam que 62% dos ataques cibernéticos são direcionados a PMEs – ficando claro que a cibersegurança é uma preocupação que transcende o tamanho da empresa.

Enfrentando quatro desafios principais, as organizações buscam conter as ameaças emergentes de ataques cada vez mais sofisticados, se adaptar a um ambiente híbrido com trabalho remoto e processos em nuvem, lidar com a escassez de profissionais em cibersegurança e gerenciar eventos provenientes de terceiros na cadeia de fornecedores. Esses desafios não poupam as PMEs, que muitas vezes enfrentam limitações de recursos para implementar medidas de segurança robustas.

O mundo híbrido em que as PMEs operam as torna suscetíveis a diversas formas de ameaças cibernéticas. Na entrevista, os especialistas  Fábio Zanin e Fabrizio Alves, sócios da VIVA Security, enfatizam a necessidade de simplificar a cibersegurança para esse público, oferecendo produtos e serviços que combinem monitoramento com recursos anti-ransomware.

Para as empresas que armazém dados de clientes, como processamento de pagamentos, por exemplo, os cuidados devem ser redobrados, além de seguir adequadamente os critérios impostos na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O vazamento de dados impacta não apenas nas finanças, mas também na reputação das empresas.

Para os empresários do setor de pizzarias, vale uma atenção sobre aplicativos, site sistemas de gestão do negócio e gestão de rede. Ao contratar qualquer serviço entenda sobre os critérios adotados por cada fornecedor para manter a adequada segurança dos dados.

Em um ambiente digital cada vez mais ameaçador investir em cibersegurança deve ser uma prioridade para proteger seus negócios e seus clientes.

Fonte da notícia: Mundo do Marketing